Resenha: A Casa das Orquídeas

TÍTULO ORIGINAL: HOTHOUSE FLOWERS
AUTOR (A): Lucinda Riley
EDITORA: Novo Conceito
PÁGINAS: 560
Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações. Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park. E assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia.
Agora que estou praticamente de férias, tentarei atualizar o blog o máximo possível para compensar o tempo que fiquei sem postar. E para começar, venho com a resenha de A Casa das Orquídeas para vocês!

O livro gira em torno de Júlia Forrester e sua família. Ela está se recuperando de um acontecimento muito trágico da vida dela, quando Kit Crawford acha um antigo diário que desenterrará uma história que - como já diz na sinopse - afetará a vida não só de Júlia, mas de muitas pessoas à sua volta.

A narrativa se alterna em primeira (alguns pensamentos da protagonista principal) e terceira pessoa, sendo que essa última é divida entre o presente e o passado. Por mais que pareça, não se torna confuso em nenhum momento. Pelo contrário, complementa a história para entendermos melhor.

Admito que quando comecei a ler, não me animei muito, mas conforme a história desenrolava, fui me apaixonando mais. E quando eu menos esperava, acontecia coisas que me faziam ficar ainda mais vidrada nela. E a capa também é muito linda! Tem totalmente a ver com a história.

Bom, acho que agora chegou a hora de mostrar minha frustração pelo lorde Harry. Não gostei dele logo de cara, e quanto mais eu lia, menos gostava dele. Tirando isso, eu me apaixonei por todos os outros personagens, principalmente da Lídia. Enfim, recomendo muito esse livro.

245n97a.png (32×32)245n97a.png (32×32)245n97a.png (32×32)245n97a.png (32×32)245n97a.png (32×32)

5 comentários:

Jeniffer Yara disse...

Eu também de cara não gostei do Harry, mas depois até nutri uma simpatia por ele, mas Kit me conquistou, desde o começo <3

Beijos
Meu outro lado

Gabriela Silva disse...

Oi flor, eu não conhecia esse livro mas eu achei essa história muito interessante. É o tipo de livro que eu gostaria de ler, a capa também é linda e eu gostei muito da sua resenha! Mil Beijos!
http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

Enfim Shakespeare disse...

A história parece ser bonita.

Gostei da sua resenha, nenhum pouco reveladora para não comprometer aos interessados em ler a obra

http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

Aline Gasparini disse...

Ah, confesso que o tamanho desse livro me assustou um pouco, além de ter muitas páginas a história em si não me animou. Mas particularmente gosto bastante quando a capa tem a ver com o contexto em geral. Enfim, adorei a resenha :)

Beijos&beijos
Book is life

✿Vanessa✿ disse...

Oi Ju!
Gostei muito de sua resenha e me animou para ler. Estou com este livro aqui só me esperando!!

Bjinhs*
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/